close
Tips Backpackers

Como ser o melhor couchsurfer ever!

Couchsurfing é uma das melhores e mais conhecidas redes sociais de hospitalidade da atualidade. Fundada em 2004, hoje conta com mais de 14 milhões de usuários em mais de 200 mil cidades. Seu objetivo é unir pessoas que procuram acomodações com pessoas que estão dispostas a hospedar. Mas o Couchsurfing vai muito além de obter hospedagem gratuita. O espírito Couchsurfer é sobre compartilhar experiências e aproveitar a companhia de pessoas que vivem do outro lado do planeta. Esta plataforma também permite que você participe de reuniões locais e tenha a oportunidade de se encontrar com pessoas diferentes, independentemente de hospedá-las ou não.

Nosso início no Couchsurfing foi muito recente (embora seja membro desde 2012). No final de 2016, começamos a receber “guests” e a verdade é que nós adoramos. Tivemos a sorte de que nossos primeiros convidados fossem um casal francês muito gente boa. Eles estavam viajando ao redor do mundo, quase terminando sua viagem, então aproveitamos a para obter toda a informação possível sobre esse tipo de viagem. Nós nos conectamos imediatamente, o que fez com que os dias passassem voando. No começo, eles iriam ficar 2 noites, mas acabaram ficando 5 e a coisa mais legal é que agora temos amigos na França.

Agora imagine que você vai viajar para o Havaí (como nós) ou para qualquer outro lugar celestial no nosso amado planeta, onde uma cama em um albergue não sai por menos de 30USD. Imagine o número de pedidos que um host não recebe por dia? Pelo que ouvimos, há pessoas que recebem mais de 10 pedidos por dia. Para eles, seria impossível dizer que sim a todas as pessoas que escrevem  pedindo alojamento ou até mesmo para poder responder a todos esses pedidos.

Mas então, como fazer as pessoas responderem, aceitar você como convidado e acabar aproveitando o tempo que passaram com você? Bem, aqui estão algumas dicas que achamos importantes para que você possa se tornar um ótimo couchsurfer.

Para que seja um pouco mais fácil de entender, separamos em 3 partes:

Perfil:

Perfil completo: seu perfil é o que pode separá-lo de um não ou um sim ao procurar um host. Imagine que o seu perfil é a sua carta de apresentação, o seu CV no Couchsurfing. É aqui que potenciais hosts procurarão informações que você não tenha mencionado no seu request. Portanto, é super importante ter um perfil completo, atualizado e tentar refletir como você é como pessoa.

Fotos atualizadas: se alguém lhe enviar um pedido de acomodação por uma noite, você não vai querer ver como essa pessoa é fisicamente? Ou, em primeiro lugar, tem certeza de que é uma pessoa real e não um stalker? Bem, os anfitriões também. Suba muitas fotos atualizadas, viajando, com amigos, fazendo algum hobby, etc. E, por favor, que não seja só selfies!

Perfis separados: Para mim, como anfitrião, a verdade é que isso me dá um pouco no mesmo, mas já vi hosts pedindo que, quando sejam mais de 1 pessoa, que tenham perfis separados e não apenas um como “Tiago e Magda”, por exemplo. Se pararmos para pensar, faz sentido porque, no final, embora viajemos juntos, somos pessoas diferentes.

Recomendações e comentários: tente obter recomendações e comentários. O Couchsurfing permite que você receba recomendações pessoais, como por exemplo, de amigos, e de outros couchserfers (convidados). Quanto mais recomendações e boas revisões tiverem, mais provavelmente ​​vão aceitar seu pedido de hospedagem ou querer ficar com você.

Perfil Verificado: o Couchsurfing possui uma funcionalidade de verificação que basicamente serve para verificar se você é real, que possui um telefone, um endereço e um cartão de crédito. Como você pode ver no meu perfil, tenho:

  • Pagamento verificado: através de uma cobrança de uns U$20,00 no seu cartão de crédito.
  • Telefone verificado: enviando um SMS.
  • Endereço verificado: enviando um cartão postal.
  • Identificação Verificada: Enviando uma foto do meu documento de identidade e um selfie com ele.

Uma vez que você tenha os 4 pontos acima, você terá seu perfil 100% verificado.

Procurando um host:

Antecipação: muitas vezes nos perguntamos com quanto antecedência teríamos que enviar um pedido para ser aceito como guests. A verdade é que depende muito do país, dos anfitriões e de alguns outros fatores que não tenho idéia, mas, em nossa opinião, o tempo ideal é entre 1 mês e meio a 1 mês antes.

Se você enviar uma solicitação a uma pessoa faltando 3 meses para sua viagem, é provável que você receba um “Pergunta de novo mais perto da data para poder confirmar”. E escrever para uma pessoa faltando 2 dias é quase como dizer “Eu não quero pagar por um hotel”. A menos que seja uma emergência, mas para isso você pode usar os fóruns que a plataforma possui.

Duração da estadia: descobrimos que é melhor enviar pedidos curtos de não mais de 3 ou 4 noites. É mais fácil para uma pessoa ficar por 3 noites e no 4º dia seu host dizer que você pode ficar mais tempo. Também não é muito comum que as pessoas aceitem um pedido de 7 dias se ainda não te conhecem.

Quando éramos anfitriões, preferimos hospedar as pessoas por um curto período no início para conhecê-las bem e, caso houvesse uma conexão e eles fossem bons guests, oferecemos-lhes a possibilidade de estender sua estadia.

Envie um request bacana: Para aqueles que procuram um host, essa é a parte mais importante. Seu pedido deve ser exclusivo. Como mencionei acima, uma pessoa que recebe 100 pedidos por mês não vai nem ler seu request se você não gastar pelo menos algum tempo para prepará-lo. Então, inspire-se!

Se você não é Pablo Neruda ou Jack Kerouac de Couchsurfing, você pode ocupar a estrutura de mensagens que ocupamos:

  • Quem é você?
    É um pouco óbvio, não? Eu sei que essa informação está em seu perfil, mas faça pelo menos uma breve introdução de você(s). De onde você é, quantos anos você tem, com o que você trabalha, o que você gosta de fazer, quais são suas paixões na vida, etc.
  • O que você está fazendo / Para onde você está indo?
    Por que você está procurando acomodação? Faz parte de uma viagem de volta ao mundo (como a nossa), você viaja por negócios e quer compartilhar com pessoas locais, é sua primeira vez nesse destino?
  • O que você aprendeu com o perfil do seu possível host?
    Isso é importante. Quanta atenção você colocou na leitura do perfil do seu possível host? Qual é o nome dele, o que ele gosta de fazer? Ele viajou para algum país que você conhece? Vocês têm algo em comum? Você sente que há alguma conexão entre vocês?
  • O que você pode oferecer/contribuir?
    Que habilidades você tem que você pode oferecer ao seu anfitrião? Sabes cozinhar? Você é muito bom para contar piadas? Você é músico e pode cantar para ele? Nada disso, mas você tem muitos sorrisos para compartilhar? Tudo é válido. Experiências de viagem para compartilhar, dicas de países que você conheceu, anedotas, tudo!
  • Quais datas?
    É bom re-informar quais datas você está procurando acomodação. Se você é flexível ou não nas suas datas. Muitas vezes procuramos hospedagem por 7 dias, então separamos os pedidos em 2 ou 3 e perguntamos se eles poderiam nos hospedar por algum desses dias. No final, o importante é compartilhar.
  • Couchsurfing não é Tinder !!
    Por favor, não use Couchsurfing para encontrar um namorado(a), porque a maioria das pessoas que recebem um couchsurfer ou procuram um host não procuram isso. Há muitas outras aplicações feitas para isso, então vamos manter o propósito da ferramenta.
  • Envie mais do que um pedido:
    Como mencionei anteriormente, há lugares que são muito populares entre os viajantes, então, para cada lugar, tente sempre enviar mais do que um request. Eu acho que 3 a 5 é um bom número no início. Se ninguém lhe responder (o que não acontecerá depois de ter lido este post), escreva mais uns 3.

Se você seguir estas dicas e for sincero e original nos sus requests, garanto que vão receber feedback das pessoas. Eu não posso garantir que eles vão te hospedar, mas eles certamente responderão e serão gratos por ter recebido uma mensagem elaborada. E se não der para se hospedar com eles, sempre rola de se juntar para um café, uma cerveja ou pedir dicas locais.

Estes são exemplos de feedbacks que recebemos dos nossos requests:

“Aloha Tiago, thank you so much for the well written and well thought out request. It is very much appreciated when people actually take the time to read one’s profile and see if we would be a good fit for each other to share some time.”

“… I didn’t really look thru your profiles but I see your depth in the quality of your introduction and so you are welcome for all the days or however many is convenient for you..”

Sendo o melhor guest:

Bem, uma vez que aceitaram o seu pedido de hospedagem (YEY !!), como ser um bom guest?

Eu acredito que a maneira mais fácil de saber é ser um host primeiro. Hospedar alguém permitirá que você forme uma opinião sobre o que você gosta e não gosta de um guest. Mas, se você não teve a oportunidade de ser um host, aqui estão algumas dicas:

Seja respeitoso:

Como você pode imaginar, entre os 14.000.000 usuários do Couchsurfing, você encontrará pessoas de todas as religiões, cores, culturas, orientação sexual, partidos políticos, times de futebol, etc. E o que todos eles têm em comum? Eles são todo couchsurfers e pessoas, assim como você, então respeite seu host como você gostaria que eles te respeitassem. Tente aprender mais sobre sua cultura, sua maneira de ver a vida, suas crenças, etc.

Mantenha seu espaço organizado:

É um pouco básico dizer isso, mas nunca é demais. Mantenha seu espaço arrumado, seja um quarto privado, um espaço na sala de estar ou uma rede na varanda. A higiene também é muito importante. Mantenha seu espaço limpo, o banheiro e cuide da sua higiene pessoal. Ninguém vai querer ficar por mais de um dia se você nunca tomar banho.

Antes de entrar em uma casa, pergunte se você deve tirar seus sapatos. Muitas pessoas, principalmente nos países asiáticos o pedem.

Seja participativo:

E, finalmente, tente interagir com o (s) seu (s) host (es). Pergunte se eles precisam de ajuda para arrumar a casa, limpar ou qualquer coisa do tipo. Você terminou de comer, não espere que parem para lavar a louça. Tome a iniciativa

Se você planeja ficar mais de um dia, faça uma ou mais compras de supermercado para compartilhar com eles. E se você quer mostrar seus dotes de chef mochileiro, veja as receitas que temos aqui.

Às vezes, um presente também é bem-vindo. Algo simples que mostra que você tomou o tempo para pensar sobre o seu host antes de começar a se hospedar.

Pronto! Você já está mais do que preparado para couchsurfar mundo fora! Se você gostou das dicas, pode me adicionar ao Couchsurf e nos convidar para um café!

Tags : Couchsurfing
Tiago

The author Tiago

Couchsurfing é uma das melhores e mais conhecidas redes sociais de hospitalidade da atualidade. Fundada em 2004, hoje conta com mais de 14 milhões de usuários em mais de 200 mil cidades. Seu objetivo é unir pessoas que procuram acomodações com pessoas que estão dispostas a hospedar. Mas o Couchsurfing vai muito além de obter hospedagem gratuita. O espírito Couchsurfer é sobre compartilhar experiências e aproveitar a companhia de pessoas que vivem do outro lado do planeta. Esta plataforma também permite que você participe de reuniões locais e tenha a oportunidade de se encontrar com pessoas diferentes, independentemente de hospedá-las ou não.

Nosso início no Couchsurfing foi muito recente (embora seja membro desde 2012). No final de 2016, começamos a receber “guests” e a verdade é que nós adoramos. Tivemos a sorte de que nossos primeiros convidados fossem um casal francês muito gente boa. Eles estavam viajando ao redor do mundo, quase terminando sua viagem, então aproveitamos a para obter toda a informação possível sobre esse tipo de viagem. Nós nos conectamos imediatamente, o que fez com que os dias passassem voando. No começo, eles iriam ficar 2 noites, mas acabaram ficando 5 e a coisa mais legal é que agora temos amigos na França.

Agora imagine que você vai viajar para o Havaí (como nós) ou para qualquer outro lugar celestial no nosso amado planeta, onde uma cama em um albergue não sai por menos de 30USD. Imagine o número de pedidos que um host não recebe por dia? Pelo que ouvimos, há pessoas que recebem mais de 10 pedidos por dia. Para eles, seria impossível dizer que sim a todas as pessoas que escrevem  pedindo alojamento ou até mesmo para poder responder a todos esses pedidos.

Mas então, como fazer as pessoas responderem, aceitar você como convidado e acabar aproveitando o tempo que passaram com você? Bem, aqui estão algumas dicas que achamos importantes para que você possa se tornar um ótimo couchsurfer.

Para que seja um pouco mais fácil de entender, separamos em 3 partes:

Perfil:

Perfil completo: seu perfil é o que pode separá-lo de um não ou um sim ao procurar um host. Imagine que o seu perfil é a sua carta de apresentação, o seu CV no Couchsurfing. É aqui que potenciais hosts procurarão informações que você não tenha mencionado no seu request. Portanto, é super importante ter um perfil completo, atualizado e tentar refletir como você é como pessoa.

Fotos atualizadas: se alguém lhe enviar um pedido de acomodação por uma noite, você não vai querer ver como essa pessoa é fisicamente? Ou, em primeiro lugar, tem certeza de que é uma pessoa real e não um stalker? Bem, os anfitriões também. Suba muitas fotos atualizadas, viajando, com amigos, fazendo algum hobby, etc. E, por favor, que não seja só selfies!

Perfis separados: Para mim, como anfitrião, a verdade é que isso me dá um pouco no mesmo, mas já vi hosts pedindo que, quando sejam mais de 1 pessoa, que tenham perfis separados e não apenas um como “Tiago e Magda”, por exemplo. Se pararmos para pensar, faz sentido porque, no final, embora viajemos juntos, somos pessoas diferentes.

Recomendações e comentários: tente obter recomendações e comentários. O Couchsurfing permite que você receba recomendações pessoais, como por exemplo, de amigos, e de outros couchserfers (convidados). Quanto mais recomendações e boas revisões tiverem, mais provavelmente ​​vão aceitar seu pedido de hospedagem ou querer ficar com você.

Perfil Verificado: o Couchsurfing possui uma funcionalidade de verificação que basicamente serve para verificar se você é real, que possui um telefone, um endereço e um cartão de crédito. Como você pode ver no meu perfil, tenho:

  • Pagamento verificado: através de uma cobrança de uns U$20,00 no seu cartão de crédito.
  • Telefone verificado: enviando um SMS.
  • Endereço verificado: enviando um cartão postal.
  • Identificação Verificada: Enviando uma foto do meu documento de identidade e um selfie com ele.

Uma vez que você tenha os 4 pontos acima, você terá seu perfil 100% verificado.

Procurando um host:

Antecipação: muitas vezes nos perguntamos com quanto antecedência teríamos que enviar um pedido para ser aceito como guests. A verdade é que depende muito do país, dos anfitriões e de alguns outros fatores que não tenho idéia, mas, em nossa opinião, o tempo ideal é entre 1 mês e meio a 1 mês antes.

Se você enviar uma solicitação a uma pessoa faltando 3 meses para sua viagem, é provável que você receba um “Pergunta de novo mais perto da data para poder confirmar”. E escrever para uma pessoa faltando 2 dias é quase como dizer “Eu não quero pagar por um hotel”. A menos que seja uma emergência, mas para isso você pode usar os fóruns que a plataforma possui.

Duração da estadia: descobrimos que é melhor enviar pedidos curtos de não mais de 3 ou 4 noites. É mais fácil para uma pessoa ficar por 3 noites e no 4º dia seu host dizer que você pode ficar mais tempo. Também não é muito comum que as pessoas aceitem um pedido de 7 dias se ainda não te conhecem.

Quando éramos anfitriões, preferimos hospedar as pessoas por um curto período no início para conhecê-las bem e, caso houvesse uma conexão e eles fossem bons guests, oferecemos-lhes a possibilidade de estender sua estadia.

Envie um request bacana: Para aqueles que procuram um host, essa é a parte mais importante. Seu pedido deve ser exclusivo. Como mencionei acima, uma pessoa que recebe 100 pedidos por mês não vai nem ler seu request se você não gastar pelo menos algum tempo para prepará-lo. Então, inspire-se!

Se você não é Pablo Neruda ou Jack Kerouac de Couchsurfing, você pode ocupar a estrutura de mensagens que ocupamos:

  • Quem é você?
    É um pouco óbvio, não? Eu sei que essa informação está em seu perfil, mas faça pelo menos uma breve introdução de você(s). De onde você é, quantos anos você tem, com o que você trabalha, o que você gosta de fazer, quais são suas paixões na vida, etc.
  • O que você está fazendo / Para onde você está indo?
    Por que você está procurando acomodação? Faz parte de uma viagem de volta ao mundo (como a nossa), você viaja por negócios e quer compartilhar com pessoas locais, é sua primeira vez nesse destino?
  • O que você aprendeu com o perfil do seu possível host?
    Isso é importante. Quanta atenção você colocou na leitura do perfil do seu possível host? Qual é o nome dele, o que ele gosta de fazer? Ele viajou para algum país que você conhece? Vocês têm algo em comum? Você sente que há alguma conexão entre vocês?
  • O que você pode oferecer/contribuir?
    Que habilidades você tem que você pode oferecer ao seu anfitrião? Sabes cozinhar? Você é muito bom para contar piadas? Você é músico e pode cantar para ele? Nada disso, mas você tem muitos sorrisos para compartilhar? Tudo é válido. Experiências de viagem para compartilhar, dicas de países que você conheceu, anedotas, tudo!
  • Quais datas?
    É bom re-informar quais datas você está procurando acomodação. Se você é flexível ou não nas suas datas. Muitas vezes procuramos hospedagem por 7 dias, então separamos os pedidos em 2 ou 3 e perguntamos se eles poderiam nos hospedar por algum desses dias. No final, o importante é compartilhar.
  • Couchsurfing não é Tinder !!
    Por favor, não use Couchsurfing para encontrar um namorado(a), porque a maioria das pessoas que recebem um couchsurfer ou procuram um host não procuram isso. Há muitas outras aplicações feitas para isso, então vamos manter o propósito da ferramenta.
  • Envie mais do que um pedido:
    Como mencionei anteriormente, há lugares que são muito populares entre os viajantes, então, para cada lugar, tente sempre enviar mais do que um request. Eu acho que 3 a 5 é um bom número no início. Se ninguém lhe responder (o que não acontecerá depois de ter lido este post), escreva mais uns 3.

Se você seguir estas dicas e for sincero e original nos sus requests, garanto que vão receber feedback das pessoas. Eu não posso garantir que eles vão te hospedar, mas eles certamente responderão e serão gratos por ter recebido uma mensagem elaborada. E se não der para se hospedar com eles, sempre rola de se juntar para um café, uma cerveja ou pedir dicas locais.

Estes são exemplos de feedbacks que recebemos dos nossos requests:

“Aloha Tiago, thank you so much for the well written and well thought out request. It is very much appreciated when people actually take the time to read one’s profile and see if we would be a good fit for each other to share some time.”

“… I didn’t really look thru your profiles but I see your depth in the quality of your introduction and so you are welcome for all the days or however many is convenient for you..”

Sendo o melhor guest:

Bem, uma vez que aceitaram o seu pedido de hospedagem (YEY !!), como ser um bom guest?

Eu acredito que a maneira mais fácil de saber é ser um host primeiro. Hospedar alguém permitirá que você forme uma opinião sobre o que você gosta e não gosta de um guest. Mas, se você não teve a oportunidade de ser um host, aqui estão algumas dicas:

Seja respeitoso:

Como você pode imaginar, entre os 14.000.000 usuários do Couchsurfing, você encontrará pessoas de todas as religiões, cores, culturas, orientação sexual, partidos políticos, times de futebol, etc. E o que todos eles têm em comum? Eles são todo couchsurfers e pessoas, assim como você, então respeite seu host como você gostaria que eles te respeitassem. Tente aprender mais sobre sua cultura, sua maneira de ver a vida, suas crenças, etc.

Mantenha seu espaço organizado:

É um pouco básico dizer isso, mas nunca é demais. Mantenha seu espaço arrumado, seja um quarto privado, um espaço na sala de estar ou uma rede na varanda. A higiene também é muito importante. Mantenha seu espaço limpo, o banheiro e cuide da sua higiene pessoal. Ninguém vai querer ficar por mais de um dia se você nunca tomar banho.

Antes de entrar em uma casa, pergunte se você deve tirar seus sapatos. Muitas pessoas, principalmente nos países asiáticos o pedem.

Seja participativo:

E, finalmente, tente interagir com o (s) seu (s) host (es). Pergunte se eles precisam de ajuda para arrumar a casa, limpar ou qualquer coisa do tipo. Você terminou de comer, não espere que parem para lavar a louça. Tome a iniciativa

Se você planeja ficar mais de um dia, faça uma ou mais compras de supermercado para compartilhar com eles. E se você quer mostrar seus dotes de chef mochileiro, veja as receitas que temos aqui.

Às vezes, um presente também é bem-vindo. Algo simples que mostra que você tomou o tempo para pensar sobre o seu host antes de começar a se hospedar.

Pronto! Você já está mais do que preparado para couchsurfar mundo fora! Se você gostou das dicas, pode me adicionar ao Couchsurf e nos convidar para um café!