close
Entrada templo Angkor wat

Siem Riep é uma das cidades do Sudeste Asiático que recebe mais turistas todos os dias e que está na lista de todos os viajantes que vêm para a região. Teve um importante crescimento turístico na última década e todos os dias recebe cada vez mais jovens. Sua notória atração turística deve-se ao fato de ser uma cidade que mantém muito bem seus belos sítios arqueológicos, como é o caso de Angkor Wat e de todos os templos que o cercam. Além de sua comida deliciosa, a simpatia do seu povo, a beleza natural de suas paisagens e da interessante vida rural do cambojana. Mas Siem Riep também começou a se tornar famoso entre os mochileiros pelas baladas, onde todas as noites os turistas visitam os bares, restaurantes e boates da Pub Street e seus arredores. É normal ver como pessoas de todas as nacionalidades e idades saem para beber qualquer dia da semana e até altas horas da madrugada. Siem Riep tornou-se um dos muitos destinos de festa BBB (bom, bonito e barato) na Ásia. O problema é que isso também tem um preço e em Siem Riep não poderia ser diferente. Nós fomos testemunhas do lado escuro do turismo, às vezes causado por turistas irresponsáveis ​​que visitam a cidade e às vezes onde os mesmos turistas foram vítimas de golpes. É bom esclarecer que nossa experiência em Siem Riep foi maravilhosa, mas encontramos um turismo que não nos atrai e que nos deixou refletindo qual é a nossa real contribuição como turistas em um lugar que não é nosso. O que mais nos impressionou nos cambojanos é que eles sempre se comportam respeitosamente, gentilmente e cordialmente, embora tenham que lidar diariamente com o excesso de turistas. É por isso que é responsabilidade de todo turista respeitar sempre os lugares que visitam, seu povo e sua cultura/religião, além de cuidarmos de nós mesmos para evitar maus momentos. Aqui deixamos algumas dicas de coisas que são importantes saber para que você possa aproveitar ao máximo da bela Siem Riep:

1. Não fiquem com riels (moeda local) ao sair do país.

Tudo pode ser pago em dólares! Além disso, o mais provável é que você não consiga trocar dinheiro ao sair do país. A melhor opção é levar dólares ou tirar dinheiro de algum ATM em dólares. As vezes alguns lugares vão te dar os trocos em moeda local, que logo você pode usar para comprar alguma coisa.

2. Não alugue uma moto em Siem Riep!

Você pode até conseguir alugar uma moto em Siem Riep, mas isso não significa que você vai dirigir tranquilamente por lá. A gente ouviu casos de alguns turistas que visitaram os templos de Angkor Wat de moto e tiveram problemas com a polícia, que confiscaram a moto e tiveram que pagar uma multa (suborno) para liberá-la. Para evitar problemas, é melhor pagar um tuk-tuk para visitar os templos ou simplesmente alugar sua bicicleta. Se precisarem de um Tuk-Tuk responsável e super gente fina, falem com nosso amigo Kim, da Tuk-Tuk Transports.

Tuk Tuk em Siem Riep
Tiago en tuk tuk

3. Golpe n° 1: Leite em pó para o bebê.

Lembro que com Tiago em algum momento da viagem lemos na internet sobre o “golpe de leite em pó”, mas não prestamos muita atenção. Naquela mesma semana uma jovem de cerca de 20 anos se aproximou de mim com um rosto triste e com um lindo bebê nos braços e me perguntou se eu poderia comprar leite em pó para seu filho porque ele estava com muita fome. Naquele momento, lembrei-me do golpe que havia lido dias antes. Em resumo, o golpe é que a mulher pede para comprar leite em pó para o bebê na farmácia e  depois de comprar o leite e sair com a sensação de ter feito uma boa ação, a mulher volta à farmácia e devolve o produto. Pelo que lemos, a farmácia fica com 50% e a mulher com os outros 50% do seu dinheiro.

4. Golpe n° 2: Aluguel de moto

Não há nada mais divertido do que alugar uma moto e andar por conta própria e no seu próprio ritmo, principalmente na Asia, mas Siem Riep não é o lugar mais indicado para isso. Em primeiro lugar, legalmente não é permitido (ver ponto 1) e em segundo lugar, existem empresas que te alugam uma moto com um cadeado e você a estaciona e depois de um tempo percebe que sua moto desapareceu. Os mesmos caras da empresa são os que roubam a moto e te cobram por tê-la perdido.

5. Golpe n° 3: O tour à vila flutuante

Este foi um dos pontos mais baixos de toda a nossa viagem até agora. A vila flutuante de Tonle Sap Lake é geralmente parte dos tours dos tuk-tuks ou agências de turismo depois de ter visitado os sitios históricos em torno de Angkor Wat. Decidimos conhecê-la, depois de toda a propaganda que vimos e podemos garantir que nos arrependemos até o último minuto. Vou resumir, já que falaremos sobre esse assunto em outro post, mas basicamente uma única empresa tem o monopólio dos barcos que levam os turistas e os pescadores da aldeia ganham muito pouco ou nada com os passeios. Além disso, como você pode ver na foto, há crianças de não mais de 10 anos dirigindo os barcos. Não há como negociar o preço de U$ 35,00 por pessoa, eles não deixam você se unir a um grupo de pessoas dizendo que não há capacidade nos barcos, o que é uma grande mentira. Não vá!

6. Vista roupas adequadas para visitar os templos

Com roupas adequadas, quero dizer que cubram os joelhos e os ombros. Em muitos lugares eles deixam você cobrir seus ombros e joelhos com um sarong, mas nos lugares mais importantes como o templo principal de Angkor Wat em Siem Riep ou o palácio real de Phnom Penh, você será barrado se usar um sarong ou uma canga para cobri-los. Há lugares que exigem calças ou saia longa e camiseta de manga curta ou um colete.

7. É possível visitar Angkor Wat e evitar os grupos de turistas

Angkor Wat está cheio todos os dias! Qual é o segredo para evitar grandes grupos? Normalmente as pessoas vão para ver o nascer do sol no templo principal e depois passeiam um pouco por lá. Às 11:30 há 1/10 das pessoas que às 07:00, então dá para desfrutar da tranquilidade e beleza do templo principal. O que a gente fez foi ir um dia às 11h e voltamos no dia seguinte de manhã cedinho para ver o sunrise.

8. Todos os preços são negociáveis, mas com moderação.

Muitos locais ao verem um turista imaginam um símbolo de dólar caminhando. As pessoas de Siem Riep vivem do turismo e sentem nos seus bolsos as súbitas mudanças da alta e baixa temporada, por isso tentam tirar o máximo proveito dos produtos que vendem e dos serviços que oferecem. Todos os preços são negociáveis! Mas nós, como turistas, sabemos quando estamos pagando um preço justo. Por exemplo, se você está contratando um motorista de tuk-tuk e você sabe que você está cobrando mais ou menos o que eles cobram, não pechinche além do aceitável porque normalmente o que eles cobram já é barato. Vide o que aconteceu com a turista inglesa no Nepal.

9. Se quiser ver o nascer do sol em Angkor Wat você tem que chegar cedo.

Com cedo nos referimos a chegar na entrada às 4:45 da manhã e pegar um lugar na fila, do lado direito, que é onde ela abre às 5:00 em ponto. Idealmente, é bom ir um dia antes para saber exatamente onde ficar e se preparar para assistir ao nascer do sol para não perder tempo no mesmo dia. Nesse post listamos o que é importante saber antes de ir pra lá. Angkor Wat

10. Drogas, nem pensar!

Como comentamos antes, todos os dias são dias de festa em Siem Riep. Além de álcool, é muito comum o consumo de drogas entre os turistas e é muito provável também te ofereçam muitas vezes caminhando pela rua. Se você for tonto ingenuo o suficiente para considerar essa opção, lembra que na Ásia as sentenças podem ser muito mais brutais do que em outros países e você pode passar alguns meses na cadeia ou até ser condenado por usar drogas de qualquer tipo.

11. Prepare-se para receber milhões de ofertas de tuk-tuks

A concorrência dos tuk tuks é tão grande que eles vão te oferecer cem vezes por dia e até mesmo quando você estiver pagando a conta em um restaurante eles vão estar esperando para te oferecer levar ao hotel.

12. Cuidado com os remédios falsificados

Se você está doente ou comeu alguma coisa que te fez mal, é melhor ir a um médico e perguntar onde comprar remédio. Essa semana soubemos de duas garotas que morreram depois de consumir remédios falsificados para se recuperar de uma intoxicação alimentar. Cuidado!!

Tags : AsiabackpackingCamboyaSiem riepSudeste asiaticoTravelling

Leave a Response

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.